contato@nossasenhoradecimbres.com.br | (81) 99706 0181 | |  

Frei Estêvão Rotger

Pouco se sabe sobre o Frei Estêvão (ou Estevan) Rottger. Apenas que ele, assim como o Padre José Kherle, era alemão. Nasceu em 05 de janeiro de 1877, ordenou-se em 01 de Novembro de 1906 e faleceu em 23 de setembro de 1955.

O seu primeiro registro no Brasil data da sua chegada a cidade de Canindé (Ceará) em 23 de março de 1923. No entanto, não há registros da paróquia em que ele esteve antes disto.  

Frei Estêvão escreveu um dos mais importantes relatos sobre tudo que aconteceu em Cimbres. O Seu Diário de memórias é emocionante e profundamente realista. Nele, o religioso conta em detalhes tudo que viveu naqueles dias das aparições, suas emoções e seus estudos falam sobre a veracidade do que se deu em Cimbres.  O diário foi publicado na íntegra no livro O Diário do Silêncio(disponível aqui no site,na loja virtual).

 Suas palavras nos transportam para aquela época e a leitura nos dá a sensação de estarmos caminhando ao lado dele e dos demais Padres pelas estradas de Cimbres, ao encontro de Nossa Senhora das Graças. É algo encantador.

Não se sabe o ano que ele chegou a Pesqueira, porém em 1936 ele já escreve como quem tinha bastante intimidade com a cidade. Em 1938 é transferido para São Francisco do Conde, no estado da Bahia.

Em 1955 ele falece de causas naturais já no Convento de Santo Antônio, na cidade de Recife, onde está enterrado, no estado de Pernambuco.