Tanto as start-ups quanto as empresas financeiras tradicionais estão ativas em fintech.

O que é fintechs
A aplicação da fintech abrange vários segmentos de negócios, incluindo
empréstimos, consultoria, gestão de investimentos e pagamentos. Muitas
empresas de fintech aproveitam tecnologias móveis, big data e análises
superiores para personalizar produtos para vários segmentos de clientes.
Os bancos são, obviamente, os principais usuários de tecnologia; no entanto, a
fintech coloca a tecnologia no centro da oferta de serviços financeiros,
mudando fundamentalmente a forma como as empresas interagem com seus
clientes. Essa proliferação de fintechs trouxe vários impactos positivos para a
sociedade, incluindo aumento da concorrência, redução dos preços pagos
pelos clientes e maior acesso a serviços financeiros entre os tradicionalmente
desassistidos.
Essas start-ups geralmente não se parecem com um banco ou seguradora
tradicional: elas normalmente oferecem soluções direcionadas, em vez de
serem balcões únicos para as necessidades de serviços financeiros do
cliente. Muitas dessas empresas estão sediadas em centros de tecnologia
como São Francisco, Londres, Nova York, Tel Aviv, Cingapura e Berlim, e
contam com uma força de trabalho composta por especializações
tradicionalmente “não financeiras”, como ciência da computação, engenharia
ou TI.

Leave a Reply

Your email address will not be published.